Tempos passados

Lá atrás no tempo, e num tempo longínquo, eu era submissa, acatava ordens e tudo o que diziam, parecia uma sombra. Não era eu, era uma outra pessoa.

Hoje sou uma mulher nova, independente, sei valorizar-me. Tenho inseguranças e medos, mas já não me deixo amedrontar. Gostava que algumas pessoas percebem isso de uma vez por todas!

 

M.

Atarefada

Houve uma altura em que tinha muito pouco para fazer, sentia os dias vazios, sempre numa rotina chata. Pelo menos, uma rotina que não me completava.

Hoje, passo por aqui para vos dizer que estou atarefada entre os estudos e o trabalho. E como é que me sinto? Feliz!

 

M.

Juntar as peças

peças

Gerir o meu próprio dinheiro não tem sido tarefa fácil. Às vezes, dou comigo a pensar se conseguirei fazer tudo certinho e aguentar-me sozinha. A vontade é muito grande e tenho feito um esforço enorme para alcançar o meu objectivo: independência. Agora, para tudo dar certo, só falta arranjar um emprego.

 

M.