Identidade

Já tardava que me reconhecessem numa qualquer revista. A M. identificou-me e não me restou outra alternativa: tive que admitir. Pedi-lhe segredo e mostrei-lhe que confiava nela. Espero que a sua promessa se mantenha.

Há pessoas que conseguem surpreender-nos negativamente, mas há outras que conseguem fazê-lo de forma positiva.

 

M.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>