Tempos passados

Lá atrás no tempo, e num tempo longínquo, eu era submissa, acatava ordens e tudo o que diziam, parecia uma sombra. Não era eu, era uma outra pessoa.

Hoje sou uma mulher nova, independente, sei valorizar-me. Tenho inseguranças e medos, mas já não me deixo amedrontar. Gostava que algumas pessoas percebem isso de uma vez por todas!

 

M.

Dias difíceis

Quem não tem dias difíceis que ponha o dedo no ar!

Muitas vezes não conseguimos lidar com a nossa personalidade e com as nossas características. Custa-nos enfrentar quem somos e as escolhas que fazemos. Penso que devemos ser, sempre, honestos connosco, perdoarmo-nos e aceitar quem somos.

 

M.

Aprisionada

Durante muito tempo, sentia-me aprisionada. Passava os dias a pensar e a viver sob as indicações e os desejos de outra pessoa.

Hoje sei que sou uma mulher diferente e a minha vontade de lutar é maior.

Um sorriso no rosto e os dias parecem mais coloridos.

 

M.